quinta-feira, 28 de julho de 2011

Governador inaugura 1° Centro de referência a portadores de deficiência física no interior do Estado

Dr. Geraldo Alckmin durante inauguração
Com clima de festa, o governador de São Paulo, Dr. Geraldo Alckmin, inaugurou nesta quinta-feira, 28 de julho, a unidade Rio Preto do Centro de Reabilitação Lucy Montoro.
Alckmin fez questão de conhecer as instalações e ficou satisfeito com o resultado.
Após a inauguração oficial, ele atendeu aos jornalistas e falou sobre seus projetos para o Hospital de Base e Hospital Materno Infantil, conhecido como Hospital da Criança.
A rede abrangerá as regiões de Rio Preto, Barretos e Araçatuba, prestando atendimento a pessoas com deficiência física e doenças potencialmente incapacitantes, sem limite de idade e com equipamentos de alta tecnologia.
“Estimamos prestar 12.000 atendimentos por mês, em pacientes sequelados de acidente automobilístico e traumatismo craniano, crianças com paralisia cerebral, dor crônica incapacitante, lesão medular e pacientes oncológicos que necessitam de reabilitação física”, explica a responsável pela unidade na cidade, Dra. Regina Chueire.
O Centro Lucy Montoro, que será administrado pela Funfarme, prestará atendimento gratuito, com ênfase em três áreas: auxílio ao paciente para que aceite a deficiência, atuar para alcançar a melhor recuperação possível do paciente e, posteriormente, inseri-lo no mercado de trabalho.
“A proposta é oferecer condições à pessoa com deficiência de ser efetivamente inserida na sociedade e no mercado de trabalho, a partir do desenvolvimento de suas habilidades e potencialidades, proporcionado pela reabilitação multidisciplinar”, afirma Dr. Horácio José Ramalho, diretor executivo da FUNFARME.


Dr. Horácio Ramalho, Dr. Linamara Battistella e Dra. Regina Chueire com a placa de inauguração

Fachada do Instituto Lucy Montoro


Serviços:

Fisiatria
Serviço Social
Psicologia
Fisioterapia
Terapia Ocupacional
Condicionamento Físico
Fonoaudiologia
Nutrição
Enfermagem
Oficina Profissionalizante
Oficina de Cultura e Lazer
Tratamento especial de escaras
Centro de aplicação de Toxina Botulínica
Centro de equipamentos robóticos (na 2ª fase)
Laboratório de Marcha e Podobarometria (na 2ª fase)

Equipe do HB auxilia na 1ª captação de órgãos do Hospital Ielar


Matéria de Elton Rodrigues e Sérgio Isso - Diário da Região.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Governador inaugura unidade Lucy Montoro Rio Preto nesta quinta-feira

Por Luis Fernando Neves
O governador de São Paulo, Dr. Geraldo Alckmin, estará em São José do Rio Preto, amanhã 28 de julho, às 11 horas, para assinar o decreto da criação da unidade do Centro de Reabilitação Lucy Montoro.
A rede conta com a parceria com a FUNFARME/HB e abrangerá as Divisões Regionais de Saúde de Rio Preto, Barretos e Araçatuba, prestando atendimento a pessoas com deficiência física e doenças potencialmente incapacitantes, sem limite de idade e com equipamentos de alta tecnologia.
“Atenderemos pacientes sequelados de acidente automobilístico e traumatismo craniano, crianças com paralisia cerebral, dor crônica incapacitante, lesão medular e pacientes oncológicos que necessitam de reabilitação física”, explica a fisiatra Dra. Regina Chueire.
No local também terá oficina profissionalizante e lazer, com encaminhamento para o mercado de trabalho e, em um futuro próximo, centro de formação de residente na área de reabilitação, curso para cuidadores e comunidade, além de oficina de prótese.
“A proposta é oferecer condições à pessoa com deficiência de ser efetivamente inserida na sociedade e no mercado de trabalho, a partir do desenvolvimento de suas habilidades e potencialidades, proporcionado pela reabilitação multidisciplinar”, afirma Dr. Horácio José Ramalho, diretor executivo da FUNFARME.
As atividades da unidade devem iniciar no próximo mês, os profissionais foram selecionados através de provas específicas e testes e irão para treinamento na unidade Morumbi, em São Paulo, para aprofundar o conhecimento nas técnicas e processos padrões.
 Serviços:

  • Fisiatria
  • Serviço Social
  • Psicologia
  • Fisioterapia
  • Terapia Ocupacional
  • Condicionamento Físico
  • Fonoaudiologia
  • Nutrição
  • Enfermagem
  • Oficina Profissionalizante
  • Oficina de Cultura e Lazer
  • Tratamento especial de escaras
  • Centro de aplicação de Toxina Botulínica
  • Centro de equipamentos robóticos (na 2ª fase)
  • Laboratório de Marcha e Podobarometria (na 2ª fase)

terça-feira, 26 de julho de 2011

HB reduz 86% o número de acidentes de trabalho em exames de Glicemia Capilar

A implantação da lanceta no exame de glicemia capilar, que é o teste feito com uma gota de sangue colhida no dedo, substituindo a agulha, resultou em uma queda de 86% no número de acidentes de trabalho no Hospital de Base neste ano.

De fevereiro, mês que foi implantada a lanceta, até junho, foram registrados somente 03 acidentes por este motivo, 19 a menos que o ano anterior, se comparado com o mesmo período.

Para fiscalizar o trabalho dos colaboradores da instituição, as visitas técnicas são constantes, além dos treinamentos, monitoramento do uso de equipamentos de segurança e participação ativa da coordenação de enfermagem.

Segundo o técnico do trabalho do Hospital de Base, Aldeci Donizeti Rodrigues, a segurança dentro da empresa é sinônimo de qualidade e bem-estar para os trabalhadores. Financeiramente, também é vantajosa: treinamento e infra-estrutura de segurança exigem investimentos, mas por outro lado evitam gastos com processos, indenizações e tratamentos de saúde, em casos que poderiam ter sido evitados.

O HB segue várias normas de segurança e nos últimos anos vem implantando a NR-32, que contém 208 itens a serem seguidos. As normas têm como objetivo assegurar que o resultado do trabalho seja correto, constante e econômico, além de garantir correção, regularidade, eficiência no trabalho, conforto do trabalhador e promoção na segurança.


Mais Informações:
O Brasil foi o primeiro país a ter um serviço obrigatório de segurança e medicina do trabalho em empresas com mais de 100 funcionários. Este passo foi dado no dia 27 de julho de 1972, por iniciativa do então ministro do trabalho Júlio Barata, que publicou as portarias 3.236 e 3.237, que regulamentavam a formação técnica em Segurança e Medicina do Trabalho e atualizando o artigo 164 da CLT. Por isto, a data foi escolhida para ser o dia nacional de prevenção de acidentes de trabalho.

Era um período de fragilidade no tocante à segurança dos trabalhadores no Brasil. O número de acidentes de trabalho era tamanho que começaram a surgir pressões exigindo políticas de prevenção, inclusive com ameaças do Banco Mundial de retirar empréstimos do país caso o quadro continuasse.

quarta-feira, 20 de julho de 2011

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Equipe do HB auxilia Santa Case de Jales na 1° Captação de Órgãos

 Por Luis Fernando Neves

Na madrugada desta quinta-feira, 07 de julho, a Santa Casa de Jales acionou o Serviço de Procura de Órgãos e Tecidos do HB (SPOT) para comunicar um potencial doador de órgãos na unidade.
O enfermeiro do SPOT/HB Marcos Moraes, junto com uma equipe médica de São Paulo, composta pelo médico-cirurgião Juan Rafael Branez Pereira e pelo médico-assistente Felipe Eulálio realizaram o procedimento para retiradas dos órgãos, junto com funcionários da Santa Casa. Entre eles, a enfermeira Célia Aparecida Fiorentino, que ficou gratificada com o trabalho.
Segundo Célia, o procedimento de retirada de órgãos teve inicia a 0h00 e terminou por volta das 03h, sem nenhuma complicação.
Os órgãos, 2 rins, fígado, pâncreas e córneas foram doados pela família de um jovem que teve morte cerebral. Os rins foram encaminhados para pacientes de Ribeirão Preto, o pâncreas e fígado foram para a capital paulista e as córneas permanecem no banco de olhos do HB.
Para o provedor da Santa Casa de Jales, José Devanir Rodrigues, o Garça, a retirada dos órgãos para transplante representa um marco na história do hospital e um grande avanço no que diz respeito à conscientização das pessoas. “O gesto dessa família é muito nobre e representa uma evolução na sociedade em termos humanitários. É uma alegria pensar que apesar da chegada da morte ainda é possível salvar outras vidas. Espero que esse seja o primeiro de muitos!”, disse o provedor.
Já Dr. João Fernando Picolo, coordenador da SPOT, comemora e parabeniza a iniciativa dos funcionários da Santa Casa de Jales, que com este gesto, junto com a nobreza da família doadora, pode ajudar 6 pessoas que estão esperando por uma chance de vida nova.


Foto: Equipes após o transplante
Crédito: Santa Casa de Jales


Colaboração: Vivian Curitiba

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Diário da Região - Usuários elegem HB a melhor maternidade pública

O Hospital de Base em Rio Preto foi eleito, por usuários do SUS (Sistema Único de Saúde) como a melhor maternidade pública de São Paulo. O interior do Estado, aliás, reúne as três melhores maternidades públicas eleitas. É o que aponta a mais recente Pesquisa de Satisfação dos Usuários do SUS, promovido pela Secretaria de Estado da Saúde, com a participação de 204,4 mil pacientes, entre julho e dezembro de 2010.

Em primeiro lugar, com nota média 9,21, ficou a maternidade do Hospital de Base de Rio Preto, seguido pelo Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto e pelo o Caism (Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher) do HC de Campinas . A melhor maternidade pública da capital, segundo as pacientes, é o Hospital Estadual de Sapopemba, da Secretaria, posicionada em quarto lugar no ranking do Estado.

As usuárias receberam formulários e puderam encaminhar suas respostas por meio de carta, internet e telefone, avaliando quesitos como a satisfação com o atendimento prestado por médicos e outros profissionais, qualidade das instalações onde a paciente foi internada, permissão para acompanhante, permanência do bebê com a mãe no quarto e procedimentos de analgesia para evitar a dor durante o trabalho de parto.

O objetivo do projeto é monitorar a qualidade de atendimento e a satisfação do usuário, reconhecer os bons prestadores, identificar possíveis irregularidades e ampliar a capacidade de gestão eficiente da saúde pública.

Melhor maternidade pública do interior, o Hospital de Base de Rio Preto é um complexo médico-assistencial e hospitalar, composto por 574 leitos, dos quais 77 destinados de UTI (Unidades de Terapia Intensiva). Realizou, em 2010, 26,4 mil internações e 1,6 mil partos. Possui uma das maiores emergências do interior paulista, com atendimento mensal de 10 mil pacientes. Já o Hospital Estadual de Sapopemba – a melhor maternidade da capital – tem 169 leitos SUS para internação, distribuídos em uma área de 13.700 m2. Em 2010, realizou 13,4 mil internações e 3,5 mil partos.

Confira o ranking das 10 melhores maternidades públicas do Estado, eleitas pelos usuários do SUS/SP

- Hospital de Base de São José do Rio Preto – 9,210

- Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto – 9,162

- Caism do Hospital das Clínicas de Campinas – 9,131

- Hospital Estadual de Sapopemba (São Paulo) – 9,027

- Hospital das Clínicas de Botucatu – 9,004

- Santa Casa de Jaú – 8,998

- Hospital Estadual de Vila Alpina (São Paulo) – 8,950

- Hospital Municipal de Vila Nova Cachoeirinha (São Paulo) – 8,853

- Santa Casa de Franca – 8,815

10º - Hospital Municipal de Barueri “Dr. Francisco Moran” – 8,781
 

Novo meio de Comunicação

Este blog foi criado para divulgar notícias e destaque do Hospital de Base de São José do Rio Preto.
Avaliando o que é postado na mídia local, regional e nacional.